Já ouviu falar de automatização cidadã? Se esta é a primeira vez que encontra este termo, pode pensar e robots a andar pelas ruas. Ainda assim, a verdade é que a automação do cidadão é um novo termo usado para indicar algo que todos já notámos: a automação e o desenvolvimento de recursos digitais, como software para estratégias digitais, já não provém exclusivamente de equipas de programadores especializados: cidadãos comuns, utilizadores sem antecedentes de código, estão a desenvolver negócios digitais, rotinas, estratégias que estão a moldar o mundo tal como o conhecemos. Este fenómeno tomou o nome da automatização cidadã, e vamos discutir qualquer pormenor do mesmo neste artigo.

Soluções digitais sem código ou sem código>/h3>p>A automatização do cidadão é possível porque hoje em dia, existem muitas soluções digitais sem código ou sem código que qualquer utilizador pode utilizar para realizar o seu software ou automatizar alguns processos. Quais são essas soluções? As soluções sem código ou sem código utilizam geralmente uma plataforma que lhe permite criar software, criar ferramentas digitais, automatizar processos mesmo que não seja um programador, porque não exigem que escreva qualquer código. Estas plataformas de código baixo ou sem código podem ter diferentes níveis de complexidade: algumas permitem a automatização para criar blogs online ou websites simples; outras permitem-lhe automatizar processos dentro do seu fluxo de trabalho, e outras ainda permitem-lhe criar aplicações móveis sem escrever uma linha de código (AppMaster.io é um exemplo famoso).

Esta é uma consequência da tecnologia se ter tornado tão popular: não só estamos a utilizar a tecnologia cada vez mais frequentemente para realizar cada vez mais tarefas durante o dia, mas as ferramentas da tecnologia estão a tornar-se cada vez mais acessíveis. Uma equipa de programadores já não é necessária para construir uma aplicação móvel, por exemplo. Pode usar o AppMaster.io e criar uma aplicação para automatizar alguns processos dentro do seu fluxo de trabalho, mesmo que não tenha conhecimentos de código.

Automação>h3>p>A realidade dos factos é que muitos dos processos que costumávamos fazer manualmente estão a ser substituídos por automatização. E isto não está a acontecer apenas no ambiente de trabalho ou de negócios. Se pensarmos apenas nas aplicações que instalámos nos nossos smartphones, podemos ver como estamos a utilizar a automatização sem sequer reparar: já não anotamos compromissos manualmente no nosso calendário; estabelecemos compras periódicas no comércio electrónico para que não tenhamos de comprar papel higiénico todas as semanas, estabelecemos um alarme repetido para que não precisemos de apontar o alarme todas as noites. No ambiente empresarial, isto é ainda mais evidente e importante: estamos a utilizar a automação para permitir que as máquinas executem múltiplas tarefas, e por vezes estas tarefas são até bastante complexas.

>h2>Automatização do cidadão: benefícios>/h2>

Automatização do cidadão é alguma coisa boa? Vamos tentar explorar os benefícios dos automatizadores feitos por utilizadores comuns nas nossas vidas.

> forte> Erros humanos>>br>Ferramentas e software de autómato não só facilitam muitos processos, mas também reduzem a possibilidade de erros humanos. Este é um benefício que todos nós desfrutamos tanto no ambiente empresarial como na vida quotidiana.

> forte>Execução mais rápida>>br>Ferramentas e software digital doutomador podem acelerar processos dentro das equipas. Tal como enviar o mesmo a toneladas de endereços de correio electrónico com um clique é mais rápido do que fazê-lo manualmente, os automatizadores aceleram os fluxos de trabalho em todos os sectores.

>

>forte>Increased collaboration>>br>Automator digital tools and software pode melhorar a comunicação dentro das equipas. Toneladas de ferramentas de automatização desenvolvidas através do movimento de automatização do cidadão - ou seja, desenvolvidas por pessoas sem antecedentes de código - têm como objectivo facilitar a colaboração dentro da equipa. Quando uma equipa inteira pode aceder à mesma plataforma para fazer um exemplo simples, a equipa pode trabalhar mais fácil e mais rapidamente.

>forte>>custo-saving>br>Automação é poupança de custos. Um dos benefícios mais conhecidos da automatização é que quando as tarefas são executadas por uma máquina ou uma ferramenta de software, é necessário menos pessoas a trabalhar na mesma tarefa; ou seja, reduz-se os custos para cobrir essa tarefa específica.

Quem são os cidadãos automobilistas?

Pode cada pessoa ser um cidadão automobilista? Potencialmente, podem. Mas a verdade é que, normalmente, os cidadãos automobilistas partilham algumas características. Por outras palavras, dentro de uma equipa de colegas de trabalho, os que odeiam computadores, por exemplo, têm menos probabilidades de serem capazes de automatizar processos para acelerar o fluxo de trabalho.

P>Então, podem os automadores cidadãos desportivos dentro da sua equipa?

>p>Os automadores cidadãos são potenciais criadores que poderiam fazer o melhor uso de plataformas sem codificação. Eles geralmente:

<
    li> têm uma profunda compreensão do progresso do trabalho e de como optimizá-lo;>li> têm uma profunda compreensão ou uma verdadeira paixão pela tecnologia e recursos digitais;li> são pessoas curiosas que gostam de novos desafios;>li> têm uma boa capacidade de resolução de problemas;li>li> pensam de forma diferente: quando se trata de resolver um problema, há duas categorias de pessoas: as que seguem o caminho conhecido, e se este não resolve o problema, sentem-se perdidas; e as que tentam caminhos diferentes e se o bom não existe, criam-no! O segundo tipo de pessoas tem mais probabilidades de serem automadores cidadãos.

Autómatos cidadãos: o takeaway para empresários
>/h3>p> O movimento da automatização cidadã ensinou-nos que as novas soluções digitais e software nem sempre provêm de figuras profissionais conhecidas, como os programadores profissionais. Um empregado sem formação tecnológica poderia trazer benefícios importantes se ao menos lhe fosse dado o ambiente e os recursos adequados para trazer novas soluções. Os empresários devem sempre prestar atenção e tentar identificar os automotores cidadãos dentro das suas equipas, porque merecem espaço e recursos para construir e crescer. É do interesse do negócio e da própria empresa criar um ambiente que encoraje os automobilistas cidadãos a darem um passo em frente e a apresentarem novas soluções.